Minha foto
+55 11 981058611 - lucaspupo@gmail.com : Fotografia e Cinematografia Subaquatica; Projetos Underwater e Equipamentos.

terça-feira, 26 de março de 2013

Heiniken International


Essa peça de acrilico foi desenvolvida e contruida por um dos pioneiros da cinematografia subaquática publicitaria no Brasil, Roberto Faissal, para usar com a camera Red One. É realmente uma obra digna de respeito. Comprar equipamentos sofisticados e importados aqui no Brasil é um pau de arara desgraçado, um sofrimento indigno que os profissionais passam por simples falta de acesso ao que se tem de melhor no mundo. Importar equipamentos que não são fabricados no Brasil e que nem de perto existem similares e pagar, como pagamos, mais 70% do valor original de imposto é no mínimo uma imbecilidade governamental. Quando que o governo vai entender que equipamentos modernos desenvolvem o mercado interno e geram novos empregos e profissões? Enfim.

O telefone tocou, era uma produtora me consultando para ir operar este equipamento numa filmagem publicitaria. Nunca confirmei, mas disseram que por falta de datas o próprio Faissal me indicou. O curioso é que nem nos conhecíamos pessoalmente, fiquei muito honrado em substitui-lo. A filmagem foi no mar, Paraty.  Uma produção internacional para cerveja Heiniken.



O projeto seria/foi rodado em Red Epic (na época a caixa estanque adequada ainda não havia chegado aqui na LiquidoPhoto) porém, as cenas de água, então por conta do equipamento, seria filmado com Red One. Ao receber o equipamento da Red One com cartões de 8 Gb, vi que o perrengue seria enorme. 8Gb não dá nem pro teste! Imagina dentro de uma caixa que demora 1 hora pra montar/desmontar?!?! Inviável.

Resolvi arriscar e depois de duas horas de tentativas e adaptações, conseguimos montar a Epic dentro da caixa! Pedro, fiel escudeiro de Faissal e guardião dessa trolha (com todo respeito) deu o toque que faltava, adaptou dois botões; um para acionar o Assign 2 (onde programei o REC) e outro para, de raspão, trocar o diafragma. A lente não teve escolha, só a 14mm cabia sem vinhetar!


Curiosa foi a breve discussão, minha com a produção, garantindo a segurança dessa mudança de camera, que jamais havia sido feita e ate então inimaginável. Não menosprezo a consciente preocupação de todos afinal, depois de tanta pre produção mudar assim pra melhor, sem consentimento do dono da caixa... eu mesmo talvez não confiaria em mim. O fato é que funcionou!



Bem... Funcionou como funcionaria com uma Red One... Péssima visualização do monitor; quase nenhum acesso dos controles; e nenhuma estabilidade de flutuação. Foram necessários 68 kilos de lastro (chumbo) pra fazer o sistema, que já pesava 40 kilos afundar! Fora da água foram necessários três homens fortes para levantar os 110 kilos, e dentro da água... sofrimento geral... amarrei duas boias de poita da lancha de produção, para que o equipamento não afundasse continuamente até as profundezas do oceano, literalmente! Controlei o posicionamento de câmera usando as cordas como arreios.


A experiencia foi ótima, mas não caio nessa nem que tripliquem meu cache! Fiquei uma semana com as costas zuadas!